Resultados da busca

Palavra-chave: ‘Islandia’

Islândia – mídias sociais e a nova Constituição

11, julho, 2011 Sem comentários

No artigo sobre o processo de construção da nova Carta islandesa, Antonella Napolitano mostra como a população daquele país está participando de sua reconstrução após o colapso do Estado decorrente da corrupção no sistema bancário e financeiro. A nova Constituição está sendo escrita e acompanhada pelos cidadãos através de mídias sociais.

Há cerca de um ano um fórum nacional reuniu milhares de pessoas selecionadas aleatoriamente para discutir a criação do novo documento. A Assembléia Nacional produziu então um documento que se tornou a base para o trabalho de um pequeno grupo (uma espécie de assembléia constituinte), composto por 25 membros eleitos por voto popular. A partir de abril, esse grupo começou a trabalhar nos artigos e a publicar seu trabalho em um site específico e numa página do Facebook, onde se pode comentar essa produção. No final de julho o texto final será submetido à aprovação dos cidadãos através de referendo.

O contato cotidiano da população com o trabalho do grupo é também garantido por meio de outras mídias sociais: via Twitter, YouTube e Flickr. Mas, como diz Antonella Napolitano, o alto grau de participação está evidentemente relacionado com o alto nível de alfabetização digital dos islandeses (um dos mais elevados do mundo).

O WikiLeaks também desempenha papel importante na evolução da transparência naquele país. Julian Assange, fundador da Wikileaks, começou a trabalhar como consultor do governo islandês na implementação de um projeto de lei conhecido pela sigla IMMI – Icelandic Modern Media Initiative, com o objetivo tornar a Islândia um refúgio para jornalistas, ativistas e cada um que sofra problemas de liberdade de expressão. A IMMI fornecerá uma série de vantagens em termos de proteção de fontes e dos dados. Esse projeto deverá tornar-se lei em meados de 2012.